IRREPRIMÍVEL

 O DOCUMENTÁRIO

IRREPRIMÍVEL: documentário com duração de até 1 hora, acompanhando (em formato storytelling) a vida e as dificuldades de seis atletas profissionais, de modalidades diferentes: futebol, voleibol, boxe, surf, natação e ginástica olímpica.

Paralelo a essas histórias, seis especialistas de renome no esporte brasileiro, irão refletir suas opiniões sobre o assunto. Nossos convidados serão: Alexandre Kalil, Katia Rubio, Acelino Popó Freitas, Tite, Bernardinho e Thomas Castets.

IMPORTÂNCIA

O auxílio à inclusão de LGBTs (sigla para lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros)
é uma causa eminente de todos aqueles que estão atentos à mudança do mundo e das pessoas. Cada vez mais, o respeito às diferenças se faz sine qua non e o estímulo ao debate e ao conhecimento, que nos propomos indo em busca dessas histórias, é capaz de gerar empatia e compreensão.

Teremos o documentário como meio de propagação do engajamento da iniciativa privada com a causa LGBT e o esporte como auxílio na quebra de tabu de competidores e torcedores que carregam o preconceito como bandeira.

Falar sobre é a possibilidade real de desmistificar pensamentos e posturas de repressão e intimidamento. Acreditamos que nada é mais justo que uma sociedade de cidadãos presentes, atuantes e livres.  

Um documentário necessário, urgente. Capaz de mover a atenção da opinião pública para a eminente necessidade de tornar natural o que é "Irreprimível".

CONCEITO

Refletindo um dos vários problemas sociais do Brasil, o esporte aparece como uma forma de propagação do preconceito sexual. A dificuldade em enxergar a diferente orientação de outra pessoa costuma ganhar força e ser aceita no meio esportivo.

 

O tempo de agora não permite um pensamento arcaico e ultrapassado que passa longe dos valores olímpicos e esportivos.

Temos a pretensão de despertar uma reflexão e, quiçá, mudança de pensamento e atitude que permeia o mundo esportivo, dentro e fora de quadras, pistas e piscinas.

 

Boa parte de quem vive do esporte sente na pele o peso do preconceito que, mostra nos tempos atuais, potencial para se transformar em respeito ao direito de opção de colegas e adversários.

DESENVOLVIMENTO

Vamos partir da análise de como o preconceito e a homofobia fazem parte da questão social dentro do Brasil há décadas. Daí, seguimos para dentro do meio esportivo, identificando situações reais de quem convive com esta realidade. Desde atletas a treinadores, vários são os exemplos que gostariam de ver e sentir o preconceito bem longe. Infelizmente, ele está mais perto do que se deseja, nos obrigando a conviver, compreender e buscar soluções para um problema que já se tornou ultrapassado.

RELEVÂNCIA

Diversos veículos de comunicação abordaram o tabu existente sobre o homossexualismo no esporte. Atletas gays, já expuseram seus dramas e já fizeram história ao declararem publicamente suas opções sexuais e a necessidade de se normalizar o tema.

 FORMATO EDITORIAL

Com linguagem cinematográfica e narrativa baseada em storytelling, o documentário terá um formato não linear. O intuito é envolver o público naturalmente em seis diferentes histórias, envolvendo gays no esporte. Depoimentos de especialistas entrarão dando suporte e embasamento técnico ao tema. Com elementos como o slow motion, trilha sonora e edição dinâmica, o documentário mostrará de forma natural e envolvente a necessidade de avançar nos quesitos respeito e igualdade de gênero.

CONTEÚDO

O documentário será guiado por seis personagens principais, atletas gays que mostrarão seus pontos de vista sobre a homofobia nos

seguintes esportes:

Mostrar Mais

ESPECIALISTAS

Especialistas respeitados no esporte falarão da importância de identificarmos o preconceito e combatê-lo de todas as formas.

Criação Árvore Filmes para AFP

PRODUÇÃO

NATHÁLIA MARÇAL

DIRETORA

Atriz, diretora, jornalista e sócia-diretora da Árvore Filmes

CRISTIANO TRAD

DIRETOR

Diretor de fotografia, fotógrafo e sócio-diretor da Árvore Filmes

DANIEL OTTONI 

REPÓRTER

Publicitário, jornalista e repórter do Jornal O Tempo BH/MG